Fecho da golada do Tejo
Engº Damião de Castro

Obra considerada fundamental para revitalizar porto de Lisboa

 

Para contrariar a actual situação de definhamento do porto de Lisboa, o autor defende que o porto deve caminhar para fora da cidade e critica o contrato de alargamento do Terminal de Contentores de Alcântara. Em termos de condições de fundos e navegabilidade, a solução deveria passar por uma localização na Margem Sul do Tejo, designadamente na Trafaria, após o fecho da chamada “golada” do Tejo.

Artigo Completo:
http://www.transportesemrevista.com/Default.aspx?tabid=210&language=pt-PT&id=1724

 

Destaques

Sócios Beneméritos
Revista Fer XXI
Congresso
Associados
adira já