Home / Marítimo / Itália na ‘Belt and Road’: construtora chinesa prepara investimentos para os portos de Génova e Trieste  Itália na ‘Belt and Road’: construtora chinesa prepara investimentos para os portos de Génova e Trieste

Home / Marítimo / Itália na ‘Belt and Road’: construtora chinesa prepara investimentos para os portos de Génova e Trieste Itália na ‘Belt and Road’: construtora chinesa prepara investimentos para os portos de Génova e Trieste

A empresa China Communications Construction Company Limited (CCCC) anunciou a assinatura de acordos de cooperação com as autoridades de italianas para desenvolver, em conjunto, projectos portuários em Itália. Este acordo deriva da entrada do país na mega-iniciativa de transportes e infra-estruturas chinesa Belt and Road, um desenvolvimento recente já aqui reportado pela nossa publicação.

Primeiro-Ministro rebate «críticas à utilização de Sines como peça de interface» da ‘Belt and Road’

Primeiro-Ministro rebate «críticas à utilização de Sines como peça de interface» da ‘Belt and Road’

O Primeiro-Ministro António Costa concedeu uma entrevista ao jornal ‘Público’ dedicada ao tema da Europa – o líder do Executivo abordou a relação comercial com a China, e, nesse contexto, os potenciais investimentos que farão do Porto de Sines uma crucial peça do interface da iniciativa chinesa Belt and Road. «Nós temos uma relação com a China de mais de 500 anos», lembrou António Costa.

AMT analisa a ferrovia: Medway reina em termos nacionais, Takargo destaca-se no transporte internacional

AMT analisa a ferrovia: Medway reina em termos nacionais, Takargo destaca-se no transporte internacional

O relatório ‘Ecossistema Ferroviário Português 2017’, elaborado AMT (ao qual a Revista Cargo teve acesso), faz uma análise ao sector do transporte ferroviário de mercadorias nacional, destacando, incontornavelmente, o domínio da Medway e da Takargo. A Revista Cargo traz-lhe até si as considerações plasmadas no documento, no que ao segmento das cargas diz respeito.

AMT publicou o segundo relatório que analisa a fundo o ‘Ecossistema Ferroviário Português 2017’

AMT publicou o segundo relatório que analisa a fundo o ‘Ecossistema Ferroviário Português 2017’

Foi publicado o segundo relatório da AMT referente ao ‘Ecossistema Ferroviário Português’, que se reporta a 2017 – segundo os dados obtidos, é enfatizado o esforço executado com o intuito de transformar o transporte ferroviário num sector mais atractivo, principalmente na qualidade do serviço, com foco na liberalização do direito de acesso à infra-estrutura e o recurso a concursos para adjudicação de contratos de serviço público.