O estado da ferrovia em 2017: AMT publica segundo relatório sobre o Ecossistema Ferroviário Português

O estado da ferrovia em 2017: AMT publica segundo relatório sobre o Ecossistema Ferroviário Português

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes publica o segundo relatório  sobre o “Ecossistema Ferroviário Português”, referente ao ano de 2017.

  • De acordo com os dados obtidos, realça-se o esforço que tem sido feito para tornar o transporte ferroviário nacional mais atrativo, nomeadamente em termos de Direitos dos Passageiros e da qualidade do serviço prestado;
  • A liberalização do direito de acesso à infraestrutura e o recurso a concursos para adjudicação de contratos de serviço público são algumas das medidas adotadas que permitiram aumentar a abertura do mercado ferroviário de passageiros, melhorando a qualidade dos serviços prestados.
Raio-X aos Metropolitanos de Portugal. A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes publica o primeiro relatório sobre o “Ecossistema dos Metropolitanos Nacionais”, referente ao período de 2012-2017.

Raio-X aos Metropolitanos de Portugal. A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes publica o primeiro relatório sobre o “Ecossistema dos Metropolitanos Nacionais”, referente ao período de 2012-2017.

No presente relatório é feita uma análise à evolução da situação  económica, financeira e social do setor, bem como o volume de investimento realizado no período em análise e o planeado até 2030...


«A ferrovia é mesmo o futuro», assegurou o Ministro das Infra-estruturas

«A ferrovia é mesmo o futuro», assegurou o Ministro das Infra-estruturas

Durante a consignação da obra do troço da linha da Beira Alta Guarda-Cerdeira (que contempla 14 quilómetros e representa um investimento de 8,7 milhões de euros) e de lançamento do concurso da empreitada do troço Pampilhosa – Santa Comba Dão e construção da Concordância da Mealhada (66 milhões de euros), o Ministro das Infraestruturas vincou que investimento na ferrovia é uma «das maiores apostas» do Governo.

ADFERSIT

ADFERSIT

A definição das políticas públicas e a formulação dos respectivos planos e programas de implementação só poderão beneficiar com a contribuição de entidades independentes, informadas, tecnicamente apetrechadas e com preocupação de realização do bem comum.

Na área da mobilidade, depois de décadas de políticas erráticas, de decisões anunciadas e sucessivamente adiadas e de realizações muitas vezes incompletas e inconsequentes, o nosso País enfrenta hoje uma situação que se pode qualificar de estado de necessidade.

Governo alemão anuncia investimento de 86,2 mil milhões de euros na malha ferroviária do país

Governo alemão anuncia investimento de 86,2 mil milhões de euros na malha ferroviária do país

A Alemanha anunciou no passado dia 26 o investimento de 86,2 mil milhões de euros na reconfiguração da malha ferroviária nacional. O valor será investindo ao longo dos próximos dez anos. A maior parte saíra dos cofres do governo federal, que ficará a cargo de alocar 62 mil milhões de euros para o projecto, tido como estruturante. A Deutsche Bahn (DB), a empresa que opera o serviço ferroviário, investirá 24,2 mil milhões de euros.