HUB Aeroportuário ALVERCA+PORTELA: Uma alternativa a considerar. Uma oportunidade a não perder.

HUB Aeroportuário ALVERCA+PORTELA: Uma alternativa a considerar. Uma oportunidade a não perder.

A destruição dos diques de proteção de um mouchão do Tejo que se desenvolve em frente a Alverca, com a consequente salinização dos solos e destruição da sua capacidade agrícola por décadas, permitiu que se retomasse a análise do possível aproveitamento das instalações aeroportuárias e oficinais de Alverca (base aérea e OGMA) para reforço das capacidades aeroportuárias de Lisboa, nomeadamente para fazer face ao esgotamento do aeroporto da Portela – Humberto Delgado. 

Mobilidade de Cascais em destaque no Portugal Mobi Summit

Mobilidade de Cascais em destaque no Portugal Mobi Summit

O Portugal Mobi Summit, que decorreu nos passados dias 24, 25, 26 e 27 de outubro na universidade Nova SBE e no Passeio Marítimo de Carcavelos, afirmou-se, uma vez mais, como um evento de referência nacional e internacional no tema da mobilidade. Com o apoio institucional da Câmara Municipal de Cascais, foram diversos os temas abordados, sempre com foco na mobilidade sustentável para cidades smart, com foco na descarbonização e em soluções amigas do ambiente.

GRANDES INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURAS  - Para quando o fim do “Stop and Go”?

GRANDES INVESTIMENTOS EM INFRAESTRUTURAS - Para quando o fim do “Stop and Go”?

Temos sido confrontados, desde há décadas, com a dificuldade de levar a cabo processos de decisão relativos a grandes investimentos em infraestruturas, em todos os domínios – transportes, ambiente, saúde, educação etc.
Processos de decisão como os relativos a Alqueva, CRIL, Aeroporto de Lisboa, Casal Ventoso, Rede Ferroviária, Novo Hospital de Lisboa ou Porto de Lisboa constituem exemplos paradigmáticos nesta matéria, a que se poderiam juntar muitos outros.


Angola dá o primeiro passo para criar rede ferroviária nacional

Angola dá o primeiro passo para criar rede ferroviária nacional

Os atuais Caminhos de Ferro de Luanda, Benguela e Moçâmedes vão ser geridos por uma única empresa ferroviária. Objetivo é criar uma rede, ligando as três linhas por um corredor vertical.
As concessões de serviços ferroviários de passageiros e mercadorias poderão ser uma oportunidade para Portugal, que tem um patamar tecnológico muito próximo da realidade angolana.

Descidas na eficiência de portos, ferrovia e transporte aéreo, levam Portugal a perder competitividade

Descidas na eficiência de portos, ferrovia e transporte aéreo, levam Portugal a perder competitividade

As conclusões estão patentes no mais recente documento ‘Relatório Global da Competitividade 2019’, do Fórum Económico Mundial (sigla WEF): Portugal perdeu – em termos homólogos – competitividade na liga das infra-estruturas, tudo por causa das descidas do grau de eficiência verificadas nos portos, na ferrovia e no transporte aéreo. Apenas a rodovia manteve um registo similar ao do ano passado.

Maior conectividade interna: COSCO vai duplicar a capacidade do terminal ferroviário de Saragoça

Maior conectividade interna: COSCO vai duplicar a capacidade do terminal ferroviário de Saragoça

A chinesa COSCO revelou que continua a encarar com prioridade a estratégia de aprofundamento das actividades de logística no interior de Espanha, a fim de adensar a conectividade dos seus terminais portuários com o resto da Península Ibérica. No epicentro do plano da COSCO está o terminal ferroviário de Saragoça.