Nota da Direção PNI 2030

Nota da Direção PNI 2030

É com enorme satisfação que hoje procedemos a mais uma atualização semanal do site da ADFERSIT.

Iniciado há precisamente há 1 ano, a sua redinamização tem permitido, ao longo deste ainda curto período de tempo, divulgar as posições da ADFERSIT sobre assuntos da atualidade que afetam o setor da Mobilidade e Transportes, publicar Artigos de Opinião por conhecidos técnicos e personalidades ligadas ao setor.

Hoje, a publicação do Parecer do Conselho Superior de Obras Públicas (CSOP) sobre o Plano Nacional de Investimentos – PNI 2030, que evidencia com especial relevo as importantes áreas da Mobilidade Sustentável e Transportes Públicos, da Ferrovia, da Rodovia e das áreas Marítimo-Portuária e Aeroportuária, permite-nos dar a conhecer aos nossos Associados e aos leitores do site da ADFERSIT, o texto completo do Relatório Técnico de Avaliação do Programa de Investimentos PNI 2030 - FERROVIA, cujo Sumário Executivo já havia sido aqui divulgado em Janeiro do corrente ano.

Concessionária das minas de Moncorvo quer exportar ferro através dos portos de Aveiro e Sines

Concessionária das minas de Moncorvo quer exportar ferro através dos portos de Aveiro e Sines

De acordo com os planos da nova concessionária das minas de Moncorvo, a exportação de ferro que se iniciará este mês de Julho, com contributo vital da ferrovia, não beneficiará apenas o Porto de Leixões – no futuro, também os portos de Sines e de Aveiro poderão entrar na equação, podendo assim, caso a meta se concretize, adicionar novos tráfegos de cargas aos seus portefólios.

A PERTINÊNCIA DO PLANO FERROVIÁRIO NACIONAL

A PERTINÊNCIA DO PLANO FERROVIÁRIO NACIONAL

O Conselho Superior de Obras Publicas acaba de produzir o Parecer, requerido por despacho ministerial, sobre os programas de projectos de investimento contidos na proposta global do Plano Nacional de Investimentos – PNI2030 previamente apresentado publicamente na Assembleia da República e que envolve quatro áreas temáticas: (i) Transportes e Mobilidade, (ii) Ambiente; (iii) Energia e (iv) Regadio.

Videoconferência “Eficiência”

Videoconferência “Eficiência”

Realizou-se no dia 1 de Julho a 2ª videoconferência (webinar) promovida pela ADFERSIT no âmbito da preparação do 14º Congresso Nacional da ADFERSIT, tendo sido moderador o Eng. Faustino Gomes e palestrantes o Eng. João Marrana, o Eng. Rui Coutinho, o Eng. Hélder Rodrigues, o Dr. Vítor Enes e o Eng. José Simão.
Neste webinar, sob o tema “Eficiência”, uma das dimensões  da “Mobilidade Sustentável para Todos” (...)

Sines: expansão do Terminal XXI e novo terminal elevam exigência ao nível de acessibilidades

Sines: expansão do Terminal XXI e novo terminal elevam exigência ao nível de acessibilidades

Na sequência do anúncio pela Infraestruturas de Portugal do lançamento do concurso público para modernizar e eliminar os constrangimentos na ligação ferroviária entre Sines e a Linha do Sul, Nuno Mascarenhas, presidente da Câmara Municipal de Sines, saudou o desenvolvimento e lembrou que os desafios expansionistas do porto alentejano obrigam a novas exigências em termos de acessos.

IMPLEMENTAÇÃO DO PROCESSO DE CONTRATUALIZAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS - Ponto de situação atualizado

IMPLEMENTAÇÃO DO PROCESSO DE CONTRATUALIZAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS - Ponto de situação atualizado

A entrada em vigor da Lei n.º 52/2015, de 9 de junho, que aprovou o Regime Jurídico do Serviço Público de Transporte de Passageiros (RJSPTP), bem como do Regulamento (CE) n.º 1370/2007, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 23 de outubro, (Regulamento), conformou uma profunda reforma no modelo de organização dos serviços de transporte público de passageiros.

Videoconferência “Acesso Universal”

Videoconferência “Acesso Universal”

Realizou-se no dia 17 de Junho a 1ª videoconferência (webinar) promovida pela ADFERSIT no âmbito da preparação do 14º Congresso Nacional da ADFERSIT, tendo sido moderador o Prof. Álvaro Seco e palestrantes o Dr. Sérgio Pinheiro, o Arq. Pedro Homem Gouveia, a Eng.ª Goreti Margalha e o Eng. Nuno Soares Ribeiro.

Ferrovia (cada vez mais) longe de ser opção para tráfego de cargas entre a Ibéria e o resto da Europa

Ferrovia (cada vez mais) longe de ser opção para tráfego de cargas entre a Ibéria e o resto da Europa

Ferrovia atrasa-se e primazia continuará a ser do transporte marítimo e rodoviário.
O Tribunal de Contas da União Europeia apresentou na passada Terça-feira (dia 16) um relatório sobre as infra-estruturas de transporte da União Europeia, no qual considera «muito improvável» que a rede básica esteja totalmente operacional em 2030, conforme planeado em 2013.