IP diz ser «reconhecida a necessidade de investimento na melhoria do sistema ferroviário»

IP diz ser «reconhecida a necessidade de investimento na melhoria do sistema ferroviário»

Contactada pelo jornal ‘Público’, a Infraestruturas de Portugal (IP) reagiu às conclusões e avaliações do mais recente relatório anual da consultora Boston Consulting – recorde-se que Portugal recebeu uma pontuação de 1,5 em termos de performance ferroviária, bem abaixo da média europeia de 4,8. O organismo vincou que a resposta aos problemas identificados reside no programa ‘Ferrovia 2020’.

Sem recuos: Governo escolheu ‘Corredor 2’ para troço ferroviário Sines-Caia

Sem recuos: Governo escolheu ‘Corredor 2’ para troço ferroviário Sines-Caia

O ‘Corredor 2’ foi o escolhido pelo Executivo para dar corpo ao troço junto a Évora, da futura linha ferroviária Sines-Caia – de acordo com as palavras do Ministro do Planeamento, o projecto vai mesmo avançar e não haverá recuos.

Em declarações prestadas hoje aos deputados da comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas, Pedro Nuno Santos vincou a intenção de avançar com o projecto, sem mais demoras, de modo a não serem desperdiçados apoios comunitários...

PCP propõe novo modelo para financiar passes sociais no futuro

PCP propõe novo modelo para financiar passes sociais no futuro

Nova Contribuição de Serviço Público de Transportes sairá de outra já existente sem implicar aumento da carga fiscal.

O PCP vai entregar esta segunda-feira no Parlamento um projecto de lei destinado a estabilizar a fonte de financiamento dos passes sociais, que actualmente está dependente do orçamento do Estado. A ideia é criar uma nova taxa, que se chamará Contribuição de Serviço Público de Transporte e que terá origem noutra já existente: a Contribuição de Serviço Rodoviário.

Porto de Tanger Med torna-se o maior de todo o Mediterrâneo em termos de capacidade

Porto de Tanger Med torna-se o maior de todo o Mediterrâneo em termos de capacidade

Marrocos viu hoje o seu Porto de Tanger Med tornar-se o maior de toda a zona mediterrânica, em termos de capacidade de carga (contentores): este dia 27 de Junho marcou a inauguração dos novos terminais no porto marroquino, facto que permitiu a ultrapassagem aos portos espanhóis de Algeciras e de Valência. Este investimento infra-estrutural é tido como um passo vital para impulsionar a captação de mais investimento para o país.

Renfe Mercancías negocia com a Deutsche Bahn a formação de uma potencial ‘joint venture’

Renfe Mercancías negocia com a Deutsche Bahn a formação de uma potencial ‘joint venture’

A operadora pública espanhola Renfe já iniciou conversações com a alemã Deutsche Bahn no sentido de forjar uma aliança para fortalecer a sua divisão de mercadorias – em cima da mesa estão vários cenários, mas, de acordo com a imprensa espanhola, a transportadora ferroviária espanhola não aceita perder parte do capital para a homóloga germânica.

Lisboa e Viana do Castelo ligadas por Intercidades a partir de Julho

Lisboa e Viana do Castelo ligadas por Intercidades a partir de Julho

Viagem entre as duas cidades será feita em menos de quatro horas e meia. CP aguarda apenas que a IP dê a electrificação por concluída.

A partir de meados de Julho, quando for inaugurada a primeira fase da electrificação da Linha do Minho, a CP vai inaugurar uma ligação directa em serviço Intercidades entre Lisboa e Viana do Castelo. Segundo fonte oficial da empresa, esta ligação será assegurada pela extensão de comboios Intercidades já existentes que fazem o percurso Lisboa-Porto, mas que passam a chegar e a partir de Viana em vez de Campanhã. 

IP procura interessados para oito terminais ferroviários de mercadorias

IP procura interessados para oito terminais ferroviários de mercadorias

Empresa está a promover consulta ao mercado para perceber se há interesse em lançar concurso público. Associação dos Transitários agradece o esforço, mas duvida do sucesso da iniciativa.

O objectivo da Infra-estruturas de Portugal (IP) é claro e assumido: aumentar o número de cargas ferroviárias que circulam na rede nacional. A empresa pública tem dois terminais concessionado na Bobadela, e explora directamente outros dois, um na Bobadela e outro em Leixões. 

Wtransnet: exportação de cargas rodoviárias de Espanha e Portugal disparou no início de 2019

Wtransnet: exportação de cargas rodoviárias de Espanha e Portugal disparou no início de 2019

As exportações espanholas vivem um grande momento que se reflecte fortemente nos volumes de carga que saem do país por via rodoviária. Nesse sentido, as cargas de exportação com origem da Península Ibérica e destinadas ao resto da Europa, dispararam 84% nos primeiros quatro meses de 2019 em relação ao mesmo período de 2018. Em sentido contrário, os movimentos de importação desceram 2,21% entre Janeiro e Abril.

De autocarro, carro e comboio a caminho de Beja

De autocarro, carro e comboio a caminho de Beja

O Expresso experimentou os vários transportes disponíveis para perceber o 'estado da arte' das ligações entre Lisboa e Beja.

O objectivo era avaliar quanto tempo se demora do centro de Lisboa ao aeroporto de Beja e perceber como seria o caso para um passageiro que tivesse de ir a Beja apanhar um voo comercial em vez de o fazer na Portela, no Aeroporto Humberto Delgado.

GEFCO China prevê maior crescimento com novas soluções ‘Belt & Road e Freight Forwarding’

GEFCO China prevê maior crescimento com novas soluções ‘Belt & Road e Freight Forwarding’

A GEFCO China, juntamente com as suas Joint Ventures Dongfeng GEFCO e SMGL (Shenzhen Minsheng GEFCO Logistics) prevê aumentar o seu volume de negócios até 2021, em pelo menos 40%, antecipando assim um aumento da procura pela nova geração de logística automóvel e por novas oportunidades de desenvolvimento, resultantes da iniciativa Belt & Road. A empresa, que tem vindo a operar na China desde há vários anos e cuja filial neste mercado acaba de celebrar o seu 10º aniversário, emprega actualmente 1300 colaboradores, em 15 cidades.

Miguel Cadilhe já se arrependeu de ter fechado a linha do Douro

Miguel Cadilhe já se arrependeu de ter fechado a linha do Douro

“Enganei-me. Fomos enganados. Não sei se o ministro das Obras Públicas de então o fez intencionalmente, ou não”, afirmou o antigo governante, que é o primeiro subscritor de uma petição para reactivar toda a linha.

Miguel Cadilhe, ex-ministro das Finanças de Cavaco Silva, reconhece que foi um erro o encerramento da linha do Douro, em 1988, entre Pocinho e Barca d’Alva e é o primeiro subscritor de uma petição para a sua reabertura.