Transmissão electrónica de dados: União Europeia acelera digitalização do transporte de mercadorias

Transmissão electrónica de dados: União Europeia acelera digitalização do transporte de mercadorias

Os Ministros dos Transportes da União Europeia chegaram, na passada dia 6, a um acordo para apresentar uma proposta que estabeleça um quadro jurídico uniforme com vista à transmissão de informações electrónicas relacionadas com o transporte de mercadorias em todos as modalidades – a intenção do Conselho Europeu é a de fazer com que as empresas possam escolher o recurso à via electrónica para a transmissão de dados requeridos pelas autoridades nacionais. A proposta seguirá agora para negociação com o Parlamento Europeu.

Conexão ferroviária Yiwu-Madrid já rendeu tráfego de 500 mil contentores desde 2014

Conexão ferroviária Yiwu-Madrid já rendeu tráfego de 500 mil contentores desde 2014

Apesar de, no papel, Espanha não ter-se vinculado à mega-iniciativa One Belt One Road, na prática, está bem enraizado no sistema logístico espanhol o conceito chinês idealizado pelo Executivo de Xi Jinping – desde 2014, ano da inauguração a ligação ferroviária entre Madrid e Yiwu (no Leste da China), os comboios de mercadorias fizeram 600 viagens e transportaram 500.000 contentores.

Bruxelas diz que ligações marítimas e ferroviárias são «insuficientes» e incita Portugal a investir mais

Bruxelas diz que ligações marítimas e ferroviárias são «insuficientes» e incita Portugal a investir mais

«Insuficientes ligações marítimas e ferroviárias» e «disparidades regionais»: este é o veredicto taxativo da Comissão Europeia sobre a conectividade de Portugal e o actual estado do país no que toca ao sector dos Transportes. Daí a recomendação do organismo ir no sentido de uma necessidade de maior investimento, tanto na área dos Transportes e como também na Inovação.

Comissão Europeia defende «investimentos atempados» nos terminais de Sines e no Barreiro

Comissão Europeia defende «investimentos atempados» nos terminais de Sines e no Barreiro

Bruxelas deixou críticas ao grau de desenvolvimento do sector marítimo e ferroviário nacional, instando Portugal a investir mais na inovação e na sua densidade de ligações. O relatório semestral da Comissão Europeia vinca que o nível de investimento em Portugal é «muito baixo» face aos padrões europeus, estando «sistematicamente abaixo» dos próprios objectivos do Governo, relata hoje a Lusa.