"Aumento Significativo da Capacidade de Transporte"

"Aumento Significativo da Capacidade de Transporte"

Realizou-se dia 15 de julho, o Seminário online “Corredor Internacional Sul – a sua importância estratégica”, onde foi apresentada e debatida a importância deste Corredor na rede ferroviária nacional e na conexão com Espanha, contribuindo assim para o alargamento da área de influência dos portos marítimos de Sines, Setúbal e Lisboa. 

A Importância Estratégica do Corredor Internacional Sul

A Importância Estratégica do Corredor Internacional Sul

A Infraestruturas de Portugal (IP) promove, no dia 15 de julho, a partir das 16h30, um seminário online sobre o "Corredor Internacional Sul – a sua importância estratégica", onde será apresentada e debatida a sua importância na rede ferroviária nacional e a conexão com Espanha, contribuindo assim para o alargamento da área de influência dos portos marítimos de Sines, Setúbal e Lisboa.

Linha da Beira Baixa «estará pronta para ser inaugurada até final deste ano»

Linha da Beira Baixa «estará pronta para ser inaugurada até final deste ano»

Respondendo às questões dos deputados sobre a execução do programa Ferrovia 2020, o Ministro das Infra-estruturas, Pedro Nuno Santos, vincou que a ferrovia se trata de «um instrumento promotor da coesão territorial». Exemplo disso, disse o governante durante audição no âmbito da discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2021, é o caso da Linha da Beira Baixa, «pronta para ser inaugurada» ainda em 2020.

Lançamento de empreitada no Corredor Internacional do Sul

Lançamento de empreitada no Corredor Internacional do Sul

Foi publicado em Diário da República o Concurso Público Internacional para a realização da empreitada de Via e Catenária entre Évora e Elvas/Fronteira, e de construção do subtroço entre Évora e Évora Norte, na nova Linha de Évora, que integrará o futuro Corredor Internacional Sul, atualmente em desenvolvimento no âmbito do Programa Ferrovia2020. 

Ferrovia 2020: 69% do investimento em marcha

Ferrovia 2020: 69% do investimento em marcha

€1,46 mil milhões estão alocados à fase de obra ou concluídos, os restantes 31% estão em fase de projeto. 
As obras nas infraestruturas ferroviárias em Portugal que estão em curso ou que vão ser lançadas não estão, para já, a sofrer perturbações significativas por causa da emergência sanitária causada pela pandemia de covid-19.

PORTUGAL e o desafio da MOBILIDADE

PORTUGAL e o desafio da MOBILIDADE

COMUNICADO

Muito se fala em mobilidade, mas este indispensável fator de desenvolvimento do País continua a ter como foco principal as grandes cidades, deixando o restante território marginalizado desta vontade.
Se atualmente é já recorrente falar da mobilidade nas grandes cidades, estender esta ambição a todo o território, desenhando um modelo de integração de todos os modos de transporte para pessoas e bens, é um desafio tão necessário quanto ambicioso que não pode desvanecer-se, esfumando-se a dinâmica que, apesar de tudo, é facilmente encontrada nas cidades. Trata-se, pois, de um objetivo, crescentemente importante, premente e, sobretudo, apelativo, nomeadamente para quem necessita diariamente de se deslocar, e que deve mobilizar os poderes públicos e populações.

Ligação ferroviária "mais curta até Espanha" permitirá a Sines captar cargas "do interior de Espanha"

Ligação ferroviária "mais curta até Espanha" permitirá a Sines captar cargas "do interior de Espanha"

Ligação "mais rápida até Espanha" dará maior competitividade à Medway e a Sines.
"Estamos em Sines a carregar cargas que antes usavam o porto de Cádis, ou seja, estamos a retirar carga espanhola a um porto espanhol para trazer para um português. Ora reduzindo ainda mais a distância a Espanha ficamos ainda mais competitivos."

Atrasos no programa Ferrovia 2020

Atrasos no programa Ferrovia 2020

Esta semana soou o alarme com a publicação num jornal diário de uma notícia segundo a qual a Infraestruturas de Portugal terá atrasado ou adiado 18 obras de requalificação ferroviária incluídas no programa Ferrovia 2020 e que uma outra terá sido cancelada.

Entretanto, a Infraestruturas de Portugal veio esclarecer em comunicado que “todos os investimentos previstos executar no âmbito do Ferrovia 2020 estão em desenvolvimento e serão concretizados".