Governo aposta no projecto da Via Navegável do Tejo para escoar cargas via Castanheira

Governo aposta no projecto da Via Navegável do Tejo para escoar cargas via Castanheira

Os contornos do Orçamento de Estado para 2021 começam a ser conhecidos – no contexto marítimo-portuário, além do abastecimento shore to ship de energia eléctrica para navios (em especial no Terminal de Cruzeiros) do Porto de Lisboa, há também a destacar, na proposta, a aposta do Governo no desenvolvimento de uma Via Navegável do Rio Tejo, com o objectivo de criar um fluxo de cargas a partir de Castanheira do Ribatejo.

Quebra de 9,7%: portos do Continente movimentaram 7,5 milhões de toneladas em Janeiro

Quebra de 9,7%: portos do Continente movimentaram 7,5 milhões de toneladas em Janeiro

O ano de 2020 não arrancou da melhor forma para os portos do Continente: de acordo com os dados mais recentes da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT), foi movimentado, durante o mês de Janeiro, um volume total de carga de 7,5 milhões de toneladas, um registo que traduz uma «quebra de -9,7% face a Janeiro de 2019, que reflecte, em volume, -804 mil toneladas».

Corredor Atlântico: portos andaluzes buscam sinergias com portos de Sines, Setúbal e Lisboa

Corredor Atlântico: portos andaluzes buscam sinergias com portos de Sines, Setúbal e Lisboa

De olho no desenvolvimento do Corredor Atlântico, no qual participam Espanha e Portugal, o presidente da Autoridade Portuária de Huelva, Pilar Miranda, juntamente com o director da entidade, Ignacio Álvarez-Ossorio, participaram no Fórum Empresarial Andaluzia Portugal 2020, organizado no dia 15 pela Extenda (Agência Andaluz para o Desenvolvimento Externo), entidade que integra o Ministério da Administração Pública espanhol que tem como objectivo fomentar as relações comerciais e os investimentos bilaterais entre os dois territórios.

Aposta fluvial consolidará Porto de Lisboa «como porto multimodal», considera Ministra do Mar

Aposta fluvial consolidará Porto de Lisboa «como porto multimodal», considera Ministra do Mar

Para a Ministra do Mar a navegabilidade fluvial do Tejo é um «projecto essencial para garantir o desenvolvimento sustentável do Porto de Lisboa». As palavras, proferidas no passado dia 2 de Agosto, aquando da apresentação do estudo liderado por Faustino Gomes, deram enfoque à transferência modal que a APL busca, procurando, com a aposta fluvial, aliviar a pressão rodoviária nos acessos da capital e capitalizar o potencial do Tejo, assim maximizando a fluência logística e empresarial ao longo das suas margens.