MSC adquire a maioria da operadora ferroviária espanhola Laumar Terminales Ferroviarias

MSC adquire a maioria da operadora ferroviária espanhola Laumar Terminales Ferroviarias

A MSC adquiriu a maior parte das acções da operadora ferroviária espanhola Laumar Terminales Ferroviarias, anteriormente de propriedade da Laumar Cargo. Esta empresa gere os armazéns de carga ferroviária em Vicalvaro e Torrejon de Ardoz, ambos situados em Madrid. Como resultado desta operação, a MSC fortalece os seus serviços entre Madrid e o Porto de Valência.

Bruxelas diz que ligações marítimas e ferroviárias são «insuficientes» e incita Portugal a investir mais

Bruxelas diz que ligações marítimas e ferroviárias são «insuficientes» e incita Portugal a investir mais

«Insuficientes ligações marítimas e ferroviárias» e «disparidades regionais»: este é o veredicto taxativo da Comissão Europeia sobre a conectividade de Portugal e o actual estado do país no que toca ao sector dos Transportes. Daí a recomendação do organismo ir no sentido de uma necessidade de maior investimento, tanto na área dos Transportes e como também na Inovação.

Jorge Rosa (Mobinov): «Transporte ferroviário inexistente põe em causa a nossa competitividade»

Jorge Rosa (Mobinov): «Transporte ferroviário inexistente põe em causa a nossa competitividade»

Em entrevista concedida ao ‘Dinheiro Vivo’, Jorge Rosa, presidente da Mobinov, abordou o tema da transformação da indústria automóvel e o dossier da conectividade ferroviária portuguesa. O presidente da Mobinov (que reúne os fabricantes de carros e de peças e ainda o comércio automóvel), frisou que a mudança na indústria automóvel lusa ocorrerá sobretudo nas unidades de componentes e não nas linhas de montagem.

Tráfego Ferroviário volta ao ativo no Porto de Algeciras, após 7 meses de inoperância

Tráfego Ferroviário volta ao ativo no Porto de Algeciras, após 7 meses de inoperância

O Porto de Algeciras voltará, a partir do próximo dia 13 de Maio, a poder contar com total a operacionalidade da sua vertente ferroviária, uma vez concluídas as obras de reabilitação efectuadas durante os últimos sete meses, entre Campillos e a estação ferroviária de Bobadilla. Recorde-se que a situação de paralisação, causada por temporais, arrastava-se desde Outubro de 2018 e gerou críticas diversas em Espanha.