Modernização da Linha do Minho recebe financiamento de 68 milhões do Fundo de Coesão

Modernização da Linha do Minho recebe financiamento de 68 milhões do Fundo de Coesão

O processo de modernização da Linha do Minho contará com uma alocação de 68 milhões de euros por banda do Fundo de Coesão da União Europeia – a empreitada, uma das que está atrasada (em termos de execução) no âmbito do programa Ferrovia 2020, terá assim financiamento comunitário para prosseguir a sua segunda fase, adiantou  jornal ‘Público’. A primeira fase, recorde-se, foi finalizada e inaugurada em Julho passado.

Porto de Valência ambiciona ter conexão ferroviária com França através de Canfranc

Porto de Valência ambiciona ter conexão ferroviária com França através de Canfranc

Dado o expectável aumento do tráfego no porto de Valência (recorde-se que o porto espanhol tem estado recentemente no epicentro de problemas de congestionamento rodoviário) o presidente da Autoridade Portuária, Aurélio Martínez, defendeu a ideia de que é necessário «pensar na abertura de uma nova passagem entre a Espanha e o sul da França via Canfranc», uma vez que «as acessibilidades transfronteiriças acabarão saturadas».

Lançado concurso de 68.5 milhões de euros para a modernizar parte da Linha do Oeste

Lançado concurso de 68.5 milhões de euros para a modernizar parte da Linha do Oeste

A empreitada engloba a electrificação do troço ferroviário entre Mira Sintra-Meleças (Sintra) e Torres Vedras e a ligação à subestação de Runa.

A empresa Infra-estruturas de Portugal lançou nesta terça-feira um concurso de 68,5 milhões de euros para a modernização da Linha do Oeste entre Sintra e Torres Vedras, aguardada há décadas, segundo o procedimento publicado em Diário da República.

Pedro Nuno Santos admite voltar a separar ferrovia da rodovia

Pedro Nuno Santos admite voltar a separar ferrovia da rodovia

Comissão de Trabalhadores diz que o governante tenciona, num eventual segundo mandato, separar as duas empresas - a Refer e a Estradas de Portugal - que deram origem à Infraestruturas de Portugal.

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, quer autonomizar a ferrovia da rodovia, acabando assim com a empresa Infraestruturas de Portugal (IP) que surgiu da fusão da Refer com a Estradas de Portugal.

Investimento na ferrovia ajudará Portugal a alcançar a neutralidade carbónica em 2050

Investimento na ferrovia ajudará Portugal a alcançar a neutralidade carbónica em 2050

Na passada Segunda-feira (dia 15 de Julho), enquanto discursava durante a cerimónia de inauguração de um novo troço de 14 quilómetros, da Linha do Douro, entre as estações de Caíde de Rei e Marco de Canaveses, o Primeiro-Ministro frisou que o investimento na ferrovia que o país está a fazer, que considerou o maior no último século, vai ajudar Portugal a alcançar a neutralidade carbónica em 2050.

Primeiro-Ministro destacou investimento nas ligações de Sines a Espanha e de Leixões à Galiza

Primeiro-Ministro destacou investimento nas ligações de Sines a Espanha e de Leixões à Galiza

No passado dia 15 de Julho, António Costa elogiou os investimentos previstos para a ferrovia nacional, considerando as obras de modernização da Linha do Douro, inauguradas nesse mesmo dia, «uma das peças importantes do grande programa ferrovia 2020». O Primeiro-Ministro enalteceu também a aposta nas conexões do Porto de Sines a Espanha e do Porto de Leixões à Galiza.