PORTO DE LUANDA  - Nova empresa na gestão do Terminal Multiusos

PORTO DE LUANDA - Nova empresa na gestão do Terminal Multiusos

De acordo com a avaliação final da Comissão de Avaliação de Concessões, a empresa DP World Limited (multinacional de logística com sede em Dubai) foi classificada em primeiro lugar como resultado da proposta que se revelou a melhor no interesse público e que tem como caraterísticas um Valor Atual de pagamentos à concedente superior a USD 440 milhões, como referência ao ano de 2020.
Consta ainda da referida proposta, a execução de um ambicioso plano de investimentos num valor superior a 190 milhões, que implicará a reabilitação da infraestrutura física do cais do TML, a realização de obras civis necessárias para implementar um novo plano da planta do atual TML, a reabilitação e aquisição de equipamentos e a criação de uma plataforma logística externa que permitirá atingir um volume de tráfego anual de 700.000 TEUS suportado por um moderno sistema de gestão portuário.

Leia a notícia completa

Unicargas registou aumento de receitas de mil milhões de kwanzas em 2019

Unicargas registou aumento de receitas de mil milhões de kwanzas em 2019

Segundo os dados divulgados recentemente, a empresa apresentou um acréscimo homólogo, comparado com o exercício de 2018, ano no qual arrecadou cinco mil milhões, 368 milhões, 391 mil e 236 kwanzas. Os resultados operacionais em 2019 foram de 318 milhões, 369 mil e 420 kwanzas, contra os 242 milhões, 622 mil e 534 kwanzas, em 2018, revela o relatório da Unicargas

Concurso público para gestão de terminal multi-usos do Porto de Luanda já foi lançado

Concurso público para gestão de terminal multi-usos do Porto de Luanda já foi lançado

O Governo de Angola lançou, no dia 16 de Dezembro, um Concurso Público Internacional com vista à concessão e exploração do Terminal Multi-usos do Porto de Luanda. O concurso terá como grande objectivo fomentar o desenvolvimento e incremento da eficiência da actividade portuária, através do envolvimento de operadores privados de renome no sector.

Metro de Ligeiro na capital Angolana. 149 quilómetros de extensão. Obras a arrancar em 2020

Metro de Ligeiro na capital Angolana. 149 quilómetros de extensão. Obras a arrancar em 2020

Luanda, capital de Angola e a maior cidade do país. Localizada na costa do Oceano Atlântico, é o principal porto e centro económico do país. É nesta cidade, e na sua afamada Marginal, que irá nascer o tão importante e necessário meio de transporte de massas, Metro Ligeiro de Superfície.

Na foto a zona Baía de Luanda, local onde passará o futuro Metro Ligeiro de Superfície.

AGARRAR O FUTURO - Assegurar a MOBILIDADE das pessoas e das mercadorias

AGARRAR O FUTURO - Assegurar a MOBILIDADE das pessoas e das mercadorias

A circunstância de neste momento, em que Angola celebra o 44º aniversário da Independência Nacional, ter sido convidado para escrever um Artigo de Opinião para a ADFERSIT – conhecida Associação Portuguesa dedicada ao estudo, debate e difusão das matérias de interesse para os Sistemas Integrados de Transportes – (...)

Angola dá o primeiro passo para criar rede ferroviária nacional

Angola dá o primeiro passo para criar rede ferroviária nacional

Os atuais Caminhos de Ferro de Luanda, Benguela e Moçâmedes vão ser geridos por uma única empresa ferroviária. Objetivo é criar uma rede, ligando as três linhas por um corredor vertical.
As concessões de serviços ferroviários de passageiros e mercadorias poderão ser uma oportunidade para Portugal, que tem um patamar tecnológico muito próximo da realidade angolana.

ANGOLA - Plano Diretor Nacional do Setor dos Transportes & Estudo de Viabilidade Preliminar da Ligação Ferroviária entre o Caminho de Ferro de Benguela (CFB) e a Zâmbia

ANGOLA - Plano Diretor Nacional do Setor dos Transportes & Estudo de Viabilidade Preliminar da Ligação Ferroviária entre o Caminho de Ferro de Benguela (CFB) e a Zâmbia

Como em Portugal, um dos setores muito relevante no tempo presente na área dos Transportes é o Ferroviário, conforme pode constatar-se no novo Plano Director Nacional do Sector dos Transportes, sendo relevante os projectos relativos à criação da Empresa Nacional de Infraestruturas Ferroviárias, o processo de reativação do Corredor do Lobito e a Rede Ferroviária Ligeira de Luanda.