Ferrovia 2020: 69% do investimento em marcha

Ferrovia 2020: 69% do investimento em marcha

€1,46 mil milhões estão alocados à fase de obra ou concluídos, os restantes 31% estão em fase de projeto. 
As obras nas infraestruturas ferroviárias em Portugal que estão em curso ou que vão ser lançadas não estão, para já, a sofrer perturbações significativas por causa da emergência sanitária causada pela pandemia de covid-19.

Os Atritos da Roda – Carril ou a Conflitualidade IP - CP

Os Atritos da Roda – Carril ou a Conflitualidade IP - CP

:: COMUNICADO DA DIREÇÃO ::

Vieram recentemente a público notícias de vários casos de situações de conflito entre a IP-Infraestruturas de Portugal e o operador incumbente CP-Comboios de Portugal que se arrastam em processos de contencioso judicial há vários anos, pelo menos desde 2011, com encargos para ambas as partes que ascendem já a centenas de milhares de euros com as custas e despesas de assessoria jurídica e invocando ambas o direito de indemnizações por prejuízos ou lucros cessantes de valor equiparado.

O Espaço Ferroviário Único Europeu

O Espaço Ferroviário Único Europeu

A liberalização do transporte ferroviário de passageiros é o culminar de um longo processo legislativo da União Europeia - composto por regulamentos e diretivas, todas transpostas para a ordem jurídica nacional - sobretudo assente na emissão dos diversos “Pacotes Ferroviários”, desde 2001. 

Infra-estruturas de Portugal lança concurso para obra na linha ferroviária de Leixões

Infra-estruturas de Portugal lança concurso para obra na linha ferroviária de Leixões

A Infra-estruturas de Portugal (IP) lançou um concurso público para as obras de estabilização de taludes na linha ferroviária de Leixões e o sistema de concordância de Gemil. De acordo com a IP, o investimento previsto para este projecto é de 3,2 milhões de euros, que tem como foco o «reforço das condições de segurança e circulação ferroviária».

IP: 6,6% da rede ferroviária precisa de investimento imediato, 30,1% classificada como ‘Bom’

IP: 6,6% da rede ferroviária precisa de investimento imediato, 30,1% classificada como ‘Bom’

No passado dia 2 de Agosto, a Infra-estruturas de Portugal (IP) revelou publicamente os indicadores de desempenho do estado das infra-estruturas de 2018 nas redes rodoviária e ferroviária, apurados com base na actividade regular de inspecção e diagnóstico que a empresa executa às infra-estruturas que estão debaixo do chapéu da sua gestão, adiantou a agência Lusa. Estes indicadores, adiantou a IP, passarão a ser publicados anualmente.

IP diz ser «reconhecida a necessidade de investimento na melhoria do sistema ferroviário»

IP diz ser «reconhecida a necessidade de investimento na melhoria do sistema ferroviário»

Contactada pelo jornal ‘Público’, a Infraestruturas de Portugal (IP) reagiu às conclusões e avaliações do mais recente relatório anual da consultora Boston Consulting – recorde-se que Portugal recebeu uma pontuação de 1,5 em termos de performance ferroviária, bem abaixo da média europeia de 4,8. O organismo vincou que a resposta aos problemas identificados reside no programa ‘Ferrovia 2020’.

IP procura interessados para oito terminais ferroviários de mercadorias

IP procura interessados para oito terminais ferroviários de mercadorias

Empresa está a promover consulta ao mercado para perceber se há interesse em lançar concurso público. Associação dos Transitários agradece o esforço, mas duvida do sucesso da iniciativa.

O objectivo da Infra-estruturas de Portugal (IP) é claro e assumido: aumentar o número de cargas ferroviárias que circulam na rede nacional. A empresa pública tem dois terminais concessionado na Bobadela, e explora directamente outros dois, um na Bobadela e outro em Leixões.