NOVO AEROPORTO DE LISBOA: contribuições para o debate

NOVO AEROPORTO DE LISBOA: contribuições para o debate

No sentido de contribuir para a divulgação e debate técnico sobre a problemática do novo Aeroporto de Lisboa, entendeu a ADFERSIT tornar públicos os estudos, projetos e outros documentos que têm vindo a ser apresentados acerca desta temática.
Nesse sentido, encontram disponíveis no nosso site vários documentos a que a ADFERSIT teve acesso e que podem ser consultados

Expansão da capacidade do Aeroporto de Lisboa: acesso eficiente e direto às posições remotas

Expansão da capacidade do Aeroporto de Lisboa: acesso eficiente e direto às posições remotas

Proposta apresentada ao Concurso ANA-Aeroportos.

Para além das limitações das pistas e do controlo de tráfego,fora do âmbito deste documento, as duas principais condicionantes à expansão do aeroporto da Portela são:

  • a insuficiência de posições de estacionamento servidas por pontes de embarque (mangas) e
  • o espaçamento curto entre as atuais mangas, face à dimensão dos aviões de maior capacidade.

De facto, apesar de o aeroporto possuir muitas posições remotas, o acesso em autocarro é incómodo e pouco eficiente, penalizando os tempos de turnaround na placa relativamente ao que acontece noutros aeroportos com um número idêntico de posições de estacionamento.

PORTELA + MONTIJO: UMA SOLUÇÃO SEM FUTURO QUE NÃO SERVE O PAÍS E PENALIZA AS PESSOAS

PORTELA + MONTIJO: UMA SOLUÇÃO SEM FUTURO QUE NÃO SERVE O PAÍS E PENALIZA AS PESSOAS

Este documento sintetiza posições expressas em vários documentos e iniciativas que têm sido desenvolvidas pela “Plataforma Cívica Aeroporto BA6-Montijo Não!” corporizadas em tomadas de posição defendidas na AR e em sessões públicas e por diversos membros que a integram, materializadas estas em conferências e diversas apresentações públicas, em textos publicados em diversos órgãos de comunicação social e em boletins de associações e em documentos enviados ao Governo, Grupos Parlamentares da Assembleia da República e a Presidentes de Câmaras Municipais e a instituições com responsabilidade na regulação e gestão aeroportuária.

Novo aeroporto no Montijo poderá ser uma «solução esgotada entre 2030 e 2035»

Novo aeroporto no Montijo poderá ser uma «solução esgotada entre 2030 e 2035»

Em um artigo técnico publicado na última edição do Boletim da Associação da Força Aérea Portuguesa, os autores Carlos Matias Ramos, Carlos Brás, Jaime Valadares e João Ivo da Silva indicam que a nova solução complementar do Montijo terá uma limitada longevidade: entre 2030 e 2035, defende o artigo, a capacidade aeroportuária da configuração ‘Portela+Montijo’ esgotar-se-á.