Obras do novo terminal da Plataforma Logística do Sudoeste Europeu aprovadas pelo Governo Espanhol

Obras do novo terminal da Plataforma Logística do Sudoeste Europeu aprovadas pelo Governo Espanhol

Para o Ministério do Desenvolvimento de Espanha, a ligação ferroviária à chamada Rede Ferroviária de Interesse Geral e à rede portuguesa permitirá «o transporte de mercadorias pelo corredor do sudoeste europeu, promovendo a libertação deste mercado e a integração de novos operadores ferroviários na Extremadura que aumentam as opções no nível logístico».

Infra-estruturas de Portugal lança concurso para obra na linha ferroviária de Leixões

Infra-estruturas de Portugal lança concurso para obra na linha ferroviária de Leixões

A Infra-estruturas de Portugal (IP) lançou um concurso público para as obras de estabilização de taludes na linha ferroviária de Leixões e o sistema de concordância de Gemil. De acordo com a IP, o investimento previsto para este projecto é de 3,2 milhões de euros, que tem como foco o «reforço das condições de segurança e circulação ferroviária».

Primeira linha férrea totalmente movida a energia solar já entrou em acção no sudoeste de Londres

Primeira linha férrea totalmente movida a energia solar já entrou em acção no sudoeste de Londres

A cidade de Aldershot, localizada no sudoeste da cidade de Londres, alberga aquela que é apelidada como a primeira linha férrea do mundo alimentada a energia solar: trata-se de uma linha férrea totalmente sustentada a energia solar, possível devido à instalação de 100 painéis solares na lateral da linha férrea em questão.

IP: 6,6% da rede ferroviária precisa de investimento imediato, 30,1% classificada como ‘Bom’

IP: 6,6% da rede ferroviária precisa de investimento imediato, 30,1% classificada como ‘Bom’

No passado dia 2 de Agosto, a Infra-estruturas de Portugal (IP) revelou publicamente os indicadores de desempenho do estado das infra-estruturas de 2018 nas redes rodoviária e ferroviária, apurados com base na actividade regular de inspecção e diagnóstico que a empresa executa às infra-estruturas que estão debaixo do chapéu da sua gestão, adiantou a agência Lusa. Estes indicadores, adiantou a IP, passarão a ser publicados anualmente.

O estado da ferrovia em 2017: AMT publica segundo relatório sobre o Ecossistema Ferroviário Português

O estado da ferrovia em 2017: AMT publica segundo relatório sobre o Ecossistema Ferroviário Português

A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes publica o segundo relatório  sobre o “Ecossistema Ferroviário Português”, referente ao ano de 2017.

  • De acordo com os dados obtidos, realça-se o esforço que tem sido feito para tornar o transporte ferroviário nacional mais atrativo, nomeadamente em termos de Direitos dos Passageiros e da qualidade do serviço prestado;
  • A liberalização do direito de acesso à infraestrutura e o recurso a concursos para adjudicação de contratos de serviço público são algumas das medidas adotadas que permitiram aumentar a abertura do mercado ferroviário de passageiros, melhorando a qualidade dos serviços prestados.
Raio-X aos Metropolitanos de Portugal. A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes publica o primeiro relatório sobre o “Ecossistema dos Metropolitanos Nacionais”, referente ao período de 2012-2017.

Raio-X aos Metropolitanos de Portugal. A Autoridade da Mobilidade e dos Transportes publica o primeiro relatório sobre o “Ecossistema dos Metropolitanos Nacionais”, referente ao período de 2012-2017.

No presente relatório é feita uma análise à evolução da situação  económica, financeira e social do setor, bem como o volume de investimento realizado no período em análise e o planeado até 2030...


«A ferrovia é mesmo o futuro», assegurou o Ministro das Infra-estruturas

«A ferrovia é mesmo o futuro», assegurou o Ministro das Infra-estruturas

Durante a consignação da obra do troço da linha da Beira Alta Guarda-Cerdeira (que contempla 14 quilómetros e representa um investimento de 8,7 milhões de euros) e de lançamento do concurso da empreitada do troço Pampilhosa – Santa Comba Dão e construção da Concordância da Mealhada (66 milhões de euros), o Ministro das Infraestruturas vincou que investimento na ferrovia é uma «das maiores apostas» do Governo.

Governo alemão anuncia investimento de 86,2 mil milhões de euros na malha ferroviária do país

Governo alemão anuncia investimento de 86,2 mil milhões de euros na malha ferroviária do país

A Alemanha anunciou no passado dia 26 o investimento de 86,2 mil milhões de euros na reconfiguração da malha ferroviária nacional. O valor será investindo ao longo dos próximos dez anos. A maior parte saíra dos cofres do governo federal, que ficará a cargo de alocar 62 mil milhões de euros para o projecto, tido como estruturante. A Deutsche Bahn (DB), a empresa que opera o serviço ferroviário, investirá 24,2 mil milhões de euros.

Modernização da Linha do Minho recebe financiamento de 68 milhões do Fundo de Coesão

Modernização da Linha do Minho recebe financiamento de 68 milhões do Fundo de Coesão

O processo de modernização da Linha do Minho contará com uma alocação de 68 milhões de euros por banda do Fundo de Coesão da União Europeia – a empreitada, uma das que está atrasada (em termos de execução) no âmbito do programa Ferrovia 2020, terá assim financiamento comunitário para prosseguir a sua segunda fase, adiantou  jornal ‘Público’. A primeira fase, recorde-se, foi finalizada e inaugurada em Julho passado.

Porto de Valência ambiciona ter conexão ferroviária com França através de Canfranc

Porto de Valência ambiciona ter conexão ferroviária com França através de Canfranc

Dado o expectável aumento do tráfego no porto de Valência (recorde-se que o porto espanhol tem estado recentemente no epicentro de problemas de congestionamento rodoviário) o presidente da Autoridade Portuária, Aurélio Martínez, defendeu a ideia de que é necessário «pensar na abertura de uma nova passagem entre a Espanha e o sul da França via Canfranc», uma vez que «as acessibilidades transfronteiriças acabarão saturadas».

Lançado concurso de 68.5 milhões de euros para a modernizar parte da Linha do Oeste

Lançado concurso de 68.5 milhões de euros para a modernizar parte da Linha do Oeste

A empreitada engloba a electrificação do troço ferroviário entre Mira Sintra-Meleças (Sintra) e Torres Vedras e a ligação à subestação de Runa.

A empresa Infra-estruturas de Portugal lançou nesta terça-feira um concurso de 68,5 milhões de euros para a modernização da Linha do Oeste entre Sintra e Torres Vedras, aguardada há décadas, segundo o procedimento publicado em Diário da República.