2021, um ano especial para o caminho de ferro - Francisco Cardoso dos Reis, Presidente da União Internacional dos Caminhos de Ferro Europa, in jornal Público

2021, um ano especial para o caminho de ferro - Francisco Cardoso dos Reis, Presidente da União Internacional dos Caminhos de Ferro Europa, in jornal Público

2021 será certamente um ano especial para a União Internacional dos Caminhos de Ferro, mas também para o caminho de ferro Europeu, querendo eu acreditar que as promessas de investimento, tão frequentes e de âmbito global, vão ser uma realidade e não se reduzirão a meras palavras, para bem da comunidade, do ambiente e da qualidade de vida das novas gerações.

A Estação Central de Lisboa e o novo Atravessamento Ferroviário do Tejo - a pertinência do seu debate no PNI 2030

A Estação Central de Lisboa e o novo Atravessamento Ferroviário do Tejo - a pertinência do seu debate no PNI 2030

No contexto da recente intervenção do Senhor Ministro das Infraestruturas e da Habitação, Dr. Pedro Nuno Santos no PORTUGAL RAILWAY SUMMIT 2021, e no âmbito do PNI 2030, a ADFERSIT entendeu oportuno organizar um Webinar sobre A ESTAÇÃO CENTRAL DE LISBOA E O NOVO ATRAVESSAMENTO FERROVIÁRIO DO TEJO, reconhecida a importância das respetivas localizações no referido objetivo.

PNI 2030 foca-se contempla «investimentos disruptivos», explicou António Laranjo

PNI 2030 foca-se contempla «investimentos disruptivos», explicou António Laranjo

Ao contrário do programa ‘Ferrovia 2020’, «que está especialmente vocacionado para o transporte de mercadorias e para as ligações internacionais», o Plano Nacional de Investimentos (PNI 2030) «aposta no segmento de passageiros, designadamente no principal eixo estruturante nacional de Norte a Sul, contemplando investimentos disruptivos», estando a IP «já a iniciar o desenvolvimento dos respectivos projectos», explicou.

CCF - CENTRO DE COMPETÊNCIAS FERROVIÁRIO

CCF - CENTRO DE COMPETÊNCIAS FERROVIÁRIO

Nascida a ideia, no seio de uma consciência coletiva na Plataforma Ferroviária Portuguesa, Cluster da Ferrovia, que este era um elemento fundamental para agregar, desenvolver e concretizar a visão da PFP, em “tornar Portugal numa referência internacional no setor ferroviário e local privilegiado para o desenvolvimento de projetos de Investigação, Desenvolvimento e Inovação”, cedo se tornou claro, que havia que agregar esforços, competências e perseverança, muita perseverança para se chegar à sua concretização.

Discurso do Ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, no encerramento do Portugal Railway Summit 2021

Discurso do Ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, no encerramento do Portugal Railway Summit 2021

«Há pouco mais de um ano, quando falei na edição anterior da Portugal Railway Summit, passei boa parte do meu discurso a descrever as dificuldades que a ferrovia enfrentava em Portugal... Os problemas não estão todos resolvidos, mas hoje posso vir aqui dizer-vos que temos as obras em todos os principais corredores ferroviários do país já no terreno ou em concurso e que conseguimos recuperar material circulante suficiente para reduzir as supressões ao mínimo, sobrando apenas aqueles casos imprevistos que é impossível evitar.»

Nota da Direção - Ano Europeu da Ferrovia

Nota da Direção - Ano Europeu da Ferrovia

A sugestão consubstanciada no Artigo de Opinião do Eng.º Martins de Brito vai no sentido de se celebrar o Ano Europeu da Ferrovia com uma iniciativa focada na visibilidade e na sensibilidade para o grande público do real valor do sector ferroviário, como um todo para a economia e a sociedade portuguesa, contribuindo para a criação de um sobressalto de consciência das mais valias de longo prazo e, por via disso, para o reforço da corrente de prescritores desta modalidade de transporte, na linha do preconizado no acordo informal do Conselho e Parlamento Europeus.

Mota-Engil firma «maior contrato de sempre» para infra-estrutura ferroviária na Nigéria

Mota-Engil firma «maior contrato de sempre» para infra-estrutura ferroviária na Nigéria

A construtora Mota-Engil deu a conhecer, através de informação enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que «a sua subsidiária para a região de África assinou um contrato conducente à execução do projecto, à construção e ao financiamento de uma infra-estrutura ferroviária na República Federal da Nigéria e na República do Níger». Os trabalhos demorarão cerca de 32 meses.

ANO EUROPEU DA FERROVIA

ANO EUROPEU DA FERROVIA

O Conselho e o Parlamento Europeus deliberaram no final de 2020, e por acordo informal, designar este novo ano de 2021 como o Ano Europeu da Ferrovia com o objectivo de introduzir um novo e consequente impulso de consciência da pertinência e valor desta indústria e modo de transporte, junto da sociedade em geral e dos utilizadores e contribuintes em particular.