Transporte Ferroviário de Mercadorias - Uma inevitabilidade

Transporte Ferroviário de Mercadorias - Uma inevitabilidade

A liberalização do sector ocorrida, há sensivelmente 15 anos, foi um marco determinante e um ponto de viragem para uma realidade esgotada e sem futuro. A entrada no mercado do primeiro operador ferroviário privado, a Takargo, e posteriormente a privatização da CP Carga, vieram trazer uma nova dinâmica e uma competitividade saudável ao sector, emergindo novas soluções logísticas como a integração modal, o transporte em comboio bloco e principalmente a interoperabilidade da rede ibérica com o aparecimento em larga escala de soluções de transporte com origem e destino entre Portugal e Espanha.

APODEMO - 1ª edição Case Studies

APODEMO - 1ª edição Case Studies

A Apodemo – Associação Portuguesa de Empresas de Estudos de Mercado e de Opinião, deu início a um novo ciclo de eventos, com os quais pretende transmitir know-how dos clientes, aliado às técnicas do setor de investigação e pesquisa.

Nota da Direção - A Ferrovia no Contexto Ibérico - Apresentação IP

Nota da Direção - A Ferrovia no Contexto Ibérico - Apresentação IP

A FERROVIA NO CONTEXTO IBÉRICO constituiu o tema da apresentação do Eng. Carlos Clemente, Diretor de Empreendimentos da Infraestruturas de Portugal, S.A., por ocasião de uma iniciativa conjunta das Ordens de Engenheiros de Portugal e Espanha, realizada recentemente no auditório da AP de Sines, onde estiveram igualmente presentes os Presidentes dos Portos de Sines e de Valência.

Porto de Sines alcançou melhor ano de sempre com quase 2 milhões de TEU

Porto de Sines alcançou melhor ano de sempre com quase 2 milhões de TEU

O Porto de Sines alcançou o seu melhor ano de sempre em 2021, respondendo assim à adversidade do contexto pandémico à escala global.
Em comunicado, a Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) salienta o “crescimento homólogo expressivo no conjunto de todos os segmentos de carga que, na carga contentorizada correspondeu a 13%, o que permitiu ultrapassar a barreira dos 1.8 milhões de TEU”.

Cooperar para Internacionalizar: O Papel do Design e das Associações

Cooperar para Internacionalizar: O Papel do Design e das Associações

O design no contexto da estratégia ferroviária
Uma estratégia para a ferrovia em Portugal deve também apresentar uma abordagem holística da mobilidade, conjugando-a com os outros sistemas de transporte, das grandes distâncias ao Last Mile, em inevitável articulação com as estratégias regionais para a Especialização Inteligente na área da mobilidade. (...)

EMEL: 2021 – Um balanço

EMEL: 2021 – Um balanço

A EMEL, que no passado era uma mera empresa de gestão de estacionamento, tem hoje um papel-chave na gestão da mobilidade da cidade de Lisboa e está focada em contribuir para uma cidade apelativa e confortável, com um espaço urbano seguro, onde tenhamos prazer em estar e conviver. (...)

Sines entre os 15 Maiores Portos Europeus de Contentores

Sines entre os 15 Maiores Portos Europeus de Contentores

O Porto de Sines integra o Top 15 dos maiores portos europeus de contentores, de acordo com a análise do especialista Theo Notteboom, da PortEconomics. A mesma publicação destaca que nos primeiros nove meses deste ano, o Porto de Sines cresceu em 22,5% no tráfego de contentores, classificando-se nos três primeiros lugares dos portos europeus que mais cresceram.

Regulação e Mobilidade: Que Futuro?

Regulação e Mobilidade: Que Futuro?

Promovida pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes – agora presidida pela Engª. Ana Paula Vitorino – teve inicio, no passado dia 9 de Dezembro no auditório da Gare Marítima de Alcântara, um ciclo de conferências destinado a propiciar uma discussão conjunta das matérias de maior relevância, que permitirão à AMT prestar melhor serviço aos cidadãos e à economia, contribuindo para um verdadeiro desenvolvimento sustentável.

O encerramento teve a presença do Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital Dr. Pedro Siza Vieira, que se focalizou na recomposição das cadeias de valor e da importância das tecnologias de informação e de comunicação nos novos modelos de negócios nas empresas e nas cidades.

Dada a atualidade do tema e a densidade da mensagem transmitida, entende a Direção da ADFERSIT publicar a referida intervenção.

Programa de Recuperação e Resiliência

Programa de Recuperação e Resiliência

No quadro do PRR – Programa de Recuperação e Resiliência e de acordo com as Agendas Mobilizadoras para a inovação Empresarial, foram oportunamente apresentadas as propostas para a Economia de Futuro. Assim, 3.252 entidades constituíram 2015 Consórcios que apresentaram 164 projetos destinados a mobilizar o tecido empresarial e o sistema científico e tecnológico nacional, com o objetivo da criação de novos Produtos e novos Serviços de maior valor acrescentado.