Leixões, Viana do Castelo e Douro com 700 milhões de investimento público na próxima década

Leixões, Viana do Castelo e Douro com 700 milhões de investimento público na próxima década

Entre os projectos de grande nomeada está o novo terminal de cruzeiros no Douro, que custará cerca de 100 milhões de euros, e também reconversão de eclusas e ao alargamento do canal de navegação nos troços Cotas-Valeira e Saião-Pocinho. No Porto de Viana do Castelo sobressai a dragagem do canal de acesso aos estaleiros (contempla um investimento público de 18 milhões de euros) e a extensão do quebra-mar do Porto de Leixões.

Reabertura da Linha do Douro-Salamanca potenciaria competitividade internacional da ferrovia

Reabertura da Linha do Douro-Salamanca potenciaria competitividade internacional da ferrovia

Trata-se de «uma linha com um potencial bastante significativo e que seria um projecto interessante. Do pouco que sabemos, em termos de mercadorias, não tem volume suficiente para justificar o investimento. Com a política ibérica e europeia de retirar carga da rodovia para a ferrovia, com esta linha poderíamos potenciar bastante a competitividade da ferrovia para Espanha e sobretudo para as Astúrias», disse Carlos Vasconcelos.

Videoconferência “Mobilidade Verde”

Videoconferência “Mobilidade Verde”

Realizou-se no dia 29 de Julho a 4ª videoconferência (webinar) promovida pela ADFERSIT no âmbito da preparação do 14º Congresso Nacional da ADFERSIT, tendo sido moderador o Eng.Francisco Ferreira e palestrantes o Eng. Tiago Lopes Farias, o Eng. Luís Mira Amaral, o Eng. Robert Stussie o Eng.Luís Reis.

Neste webinar, foi abordado o tema "Mobilidade Verde".
Também pode rever o Webinar através do link indicado

Aposta no Aeroporto de Beja com ligação férrea a Lisboa pode estar «no horizonte»

Aposta no Aeroporto de Beja com ligação férrea a Lisboa pode estar «no horizonte»

Numa recente entrevista concedida ao ‘Eco‘, Ana Abrunhosa, ministra da Coesão Territorial, abordou o tema da aposta no Aeroporto de Beja e do uso de fundos europeus para fazer uma ligação ferroviária a Lisboa: «E quem lhe disse que isso não está no nosso horizonte?», respondeu, deixando em aberto a possibilidade, lembrando que a prioridade deve passar por «potenciar aquilo que temos» ao invés de «estar sempre a criar novo».

Electrificação dos portos lusos é ainda «insuficiente», diz o TdC; Sines é a excepção

Electrificação dos portos lusos é ainda «insuficiente», diz o TdC; Sines é a excepção

Segundo uma auditoria executada pelo TdC à Qualidade do Ar em Portugal (divulgada no passado dia 24), no Douro, Leixões, Viana do Castelo, Lisboa e Algarve «a preparação dos portos portugueses para a alimentação de electricidade, a partir da rede de terra, aos navios atracados é insuficiente». A dita «insuficiência» tem sobretudo em conta que os navios atracados — especialmente os de cruzeiro — são uma grande fonte de poluição atmosférica.

Videoconferência “Segurança”

Videoconferência “Segurança”

Realizou-se no dia 15 de Julho a 3ª videoconferência (webinar) promovida pela ADFERSIT no âmbito da preparação do 14º Congresso Nacional da ADFERSIT, tendo sido moderador o Eng.Paulo Marques e palestrantes a Engª. Ana Tomaz, a Profª. Ana Bastos, o Eng.Miguel Rodrigues e o Eng. António Pérez Babo.

Neste webinar, foi abordado o tema "Segurança".

Os Sistemas de Informação no Porto de Sines – da JUP à JUL

Os Sistemas de Informação no Porto de Sines – da JUP à JUL

Em janeiro de 2003 começam a dar-se os primeiros passos com vista à digitalização do Porto de Sines e dos restantes portos nacionais. O projeto da JUP – Janela Única Portuária visava disponibilizar uma plataforma centralizadora harmonizada, funcionando como concentrador (hub) de informação no porto, sendo esta colocada uma só vez e disponibilizada aos interessados.