Plano Ferroviário: Executivo pretende ferrovia a ligar todas as capitais de distrito

Plano Ferroviário: Executivo pretende ferrovia a ligar todas as capitais de distrito

O Executivo tem a ambição estratégica de gizar, em 2021, o Plano Ferroviário Nacional – segundo consta na versão preliminar da proposta de Orçamento do Estado, tornada hoje pública, este plano terá como pressuposto central a ligação ferroviária entre todas as capitais de distrito. O plano deverá garantir ainda «as ligações transfronteiriças ibéricas e integração na rede transeuropeia de passageiros e mercadorias».

ADFERSIT TALKS - 2º Ciclo de Webinars

ADFERSIT TALKS - 2º Ciclo de Webinars

Portugal discute há décadas o futuro da sua competitividade, mas…!
Vem-se tornando recorrente, há décadas, em Portugal discutir o futuro da nossa competitividade, nomeadamente ao nível das infraestruturas de transporte que a deverão suportar, sem sequer se alcançar um consenso nacional no que diz respeito às questões básicas para o desenvolvimento de um simples “Plano de Infraestruturas” que responda às necessidades dos diversos operadores. 

As Novas Realidades da Mobilidade Urbana

As Novas Realidades da Mobilidade Urbana

ADFERSIT TALKS

É hoje crucial atender às questões relativas à MOBILIDADE URBANA, com os constrangimentos e oportunidades impostos pela pandemia do Covid-19. 

Quando parecia que as coisas estavam a correr favoravelmente quanto à necessária revitalização do transporte público, nomeadamente nas áreas metropolitanas, por via do PART, que permitiu um aumento percentual da procura da ordem de dois dígitos, e no momento em que estavam já em curso os procedimentos para as novas concessões no transporte coletivo de passageiros, de que resultará um aumento substancial da oferta, tudo isso com vista à redução do tráfego automóvel e dos consequentes níveis de poluição, a pandemia do Covid-19 veio alterar todo o contexto da Mobilidade Urbana.

Programa Estratégico e dos FUNDOS EUROPEUS PSD - PORTUGAL 2020/2030

Programa Estratégico e dos FUNDOS EUROPEUS PSD - PORTUGAL 2020/2030

De acordo com o documento, "Este programa apresenta a visão do PSD para a governação económica e social e para a alocação prioritária dos fundos Europeus".
Pela sua importância, a ADFERSIT entende proceder à divulgação do Desafio 10: Infraestruturas: mais mobilidade das pessoas e bens, descarbonização dos transportes, melhor logística para as indústrias e melhores “smart cities”.

Porto de Sines terá «papel fundamental» na transição energética e na industrialização do país

Porto de Sines terá «papel fundamental» na transição energética e na industrialização do país

«O Porto de Sines é um excelente exemplo de que o país faz apostas certas e importantes é um excelente exemplo da importância do investimento público para a cooperação e desenvolvimento do país. O Porto de Sines foi uma grande aposta pública que correu bem. É hoje o maior do país e um dos principais da União Europeia», introduziu Pedro Nuno Santos, usando a infra-estrutura como metáfora para o contexto desafiante do presente.

Transportes Metropolitanos de Lisboa dão mais um passo decisivo no Conselho Metropolitano de Lisboa

Transportes Metropolitanos de Lisboa dão mais um passo decisivo no Conselho Metropolitano de Lisboa

A TML - Transportes Metropolitanos de Lisboa, detida a 100% pela Área Metropolitana de Lisboa, será a entidade responsável, em particular, pela gestão do serviço público de transportes rodoviários da área metropolitana, instalação de uma plataforma tecnológica integradora do sistema de bilhética e de informação ao público (entre outras potencialidades), desenvolvimento de estudos e planos, e implementação de políticas de acessibilidade, mobilidade e transportes. 

Portos do Continente recuam -11,4% nos primeiros 7 meses do ano

Portos do Continente recuam -11,4% nos primeiros 7 meses do ano

Carvão é a principal carga responsável por esta variação negativa, recuando -85,7% no mesmo período. Entre janeiro e julho deste ano, os Portos do Continente movimentaram um total de 46,3 milhões de toneladas, um recuo de - 11,4% face a igual período de 2019; Sines mantém a liderança do movimento global portuário com 49,8% do total, um acréscimo de +1,1 pontos percentuais à do período homólogo de 2019."